Antigo consultor do governo de Timor-Leste detido pelo FBI por alegada fraude

Díli, 23 jun (Lusa) - Um antigo consultor fiscal do governo timorense foi detido, na semana passada, nos Estados Unidos por alegada fraude contra o Estado de Timor-Leste no valor de 3,5 milhões de dólares, anunciou a organização não-governamental La'o Hamutuk.

Na quinta-feira, o FBI anunciou em comunicado ter detido Bobby Boye, um homem do condado de Bergen, em New Jersey, acusado de alegada fraude contra um país estrangeiro num valor superior a 3,5 milhões dólares (cerca de 2,5 milhões de euros) em pagamento a uma empresa detida secretamente pelo indivíduo, a Opus and Best.

"Sem saber que a Opus and Best era uma empresa simulada e com base na recomendação de Bobby Boye, o país adjudicou contratos à Opus and Best em 2012. Segundo os termos do contrato de consultadoria, Boye era um dos coordenadores do projeto que agia em nome do país e tinha autoridade para receber a aprovar as faturas para pagamento", refere o FBI, sem nunca revelar o nome do país.

Segundo a La'o Hamutuk, Bobby Boye começou a trabalhar em 2010 na divisão fiscal do petróleo do Ministério das Finanças de Timor-Leste pago pela Noruega.

Em 2011, o indivíduo começou a ser pago por Timor-Leste, tendo recebido naquele ano 250 mil dólares (cerca de 183 mil euros) de ordenados.

A organização timorense refere também que durante o ano de 2012, a Opus and Best obteve contratos de Timor-Leste no valor de 7,8 milhões de dólares.

"Desde o início de 2013 tem estado nos Estados Unidos por razões médicas", refere a La'o Hamutuk.

No comunicado, o FBI refere também que Bobby Boye usou o dinheiro para comprar quatro propriedades em New Jersey, três veículos de luxo e dois relógios.

MSE // DM.

Lusa/Fim



“Vou focar-me na afirmação da identidade macaense”

José Luís Pedruco Achiam quer dar voz às preocupações da comunidade macaense nas legislativas. O número 12 da lista liderada pela empresária Angela Leong garante que fará dos jovens e da afirmação da identidade da cultura que representa as suas batalhas nestas eleições e na Assembleia, caso vença. O candidato acredita ainda que os macaenses

Alibaba diz que gestão de trânsito é projeto-chave em Macau

Aplicação de inteligência artificial vai controlar sinalização luminosa e enviar recomendações aos utilizadores das vias. A gestão inteligente do trânsito de Macau será “projeto-chave” das operações do gigante de tecnologia chinês Alibaba na região no âmbito de um acordo-quadro com o Governo local que conta com um orçamento preliminar de 900 milhões de patacas –

Macau não tem nem quer ensino doméstico

O ensino doméstico de menores — conhecido pela expressão em inglês ‘home-schooling’ — não é permitido no território. E, dizem os investigadores da área, mesmo que fosse, os pais chineses são muito pouco recetivos a alternativas ao ensino tradicional. A editora Sofia Salgado e o fotógrafo Mica Costa-Grande saíram de Macau em 2000 e assumiram o

Que novo Presidente após 23 de agosto?

O próximo dia 23 de agosto vai ditar um novo Presidente para Angola, depois 38 anos de poder de José Eduardo dos Santos. Os desafios que o país enfrenta são elevados, como o prova a recente descida do ‘rating’ da dívida pública anunciada pela agência de notação financeira Fitch.  A queda do preço do petróleo, a

UE quer meios de veto a investimento chinês

Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa defende que Portugal deve manter posição de abertura, enquanto procura também uma melhor estratégia para abordar a China. A Comissão Europeia prepara-se para lançar, no próximo mês, as bases para novas regras de escrutínio a investidores externos à União Europeia em resultado das preocupações manifestadas por membros do bloco

Encontro assegurado no próximo ano

O Encontro de Mestres de Wushu 2017 foi “um sucesso” e para o próximo ano já está confirmada uma nova edição, afirma o presidente do Instituto do Desporto, Pun Weng Kun. O evento decorreu entre os dias 10 e 13 de agosto e conseguiu juntar perto de 80 mil visitantes, o que corresponde a mais 10