chan

Bons ventos para os Jogos Olímpicos de Inverno

As duas Coreias realizaram um diálogo no dia 9 do presente mês onde constou a participação de uma delegação norte-coreana nos Jogos Olímpicos de Inverno em Pyeongchang, Coreia do Sul, assim como uma discussão sobre os problemas nas suas relações bilaterais. 

Este é o primeiro diálogo formal entre as duas Coreias em quase dois anos. Este diálogo direto acontece devido ao facto de, desde final de novembro do ano passado, depois de a Coreia do Norte ter lançado o míssil Hwasong-15, não terem ocorrido mais testes deste tipo. 

Depois do maior exercício militar de forças aéreas até à data por parte dos EUA e da Coreia do Sul, o presidente sul-coreano, Moon Jaein, propôs o adiamento de quaisquer exercícios militares com os EUA durante os Jogos Olímpicos de Inverno, embora o Secretário da Defesa norte-americano, Jim Mattis, o tenha negado. 

No entanto, depois de um telefonema entre Moon Jaein e Donald Trump, os EUA aceitaram a proposta sul-coreana de adiar qualquer exercício militar marcado para esta altura. Apesar de Donald Trump afirmar que a sua postura dura em relação à Coreia do Norte foi o que esteve na origem deste diálogo, mais tarde o próprio admitiu na rede social Twitter que este diálogo entre as duas Coreias é algo de positivo. 

O presidente norte-americano disse também que os EUA estão prontos para participar nestes diálogos na altura apropriada. A razão pela qual a Coreia do Sul e a Coreia do Norte conseguiram desta vez mostrar boa vontade numa altura tão tensa foi o facto de o presidente sul-coreano, Moon Jaein, ter utilizado o espírito olímpico para evocar um certo nacionalismo por parte da Coreia do Norte e fazer com que esta envie uma delegação para os Jogos Olímpicos de Inverno e, por outro lado, persuadindo os EUA a não realizarem exercícios militares nessa altura. 

Este diálogo entre Coreias foi assim conseguido através da realização da proposta chinesa de “dupla pausa”. 

No que toca a este diálogo, a comunidade internacional tem seguido a situação atentamente e manifestado uma boa aceitação, esperando que este acontecimento traga alguma melhoria às tensões entre as Coreias. A China, por sua vez, espera que a comunidade internacional aproveite e apoie estes desenvolvimentos, e que procure formas de aliviar as tensões, promovendo a confiança mútua e o diálogo. 

O porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Lu Kang, salientou que, como vizinho da península coreana, a China saúda e apoia as recentes medidas positivas por parte de ambas as Coreias para melhorar a sua relação. Lu referiu também que a China tem feito imensos esforços para resolver esta questão, tomando sempre um papel positivo e construtivo. O mesmo disse ainda que iria continuar a dar atenção ao desenvolvimento dos acontecimentos e a promover, ativamente diálogos e negociações. 

Que resultados surgirão a partir deste diálogo entre a Coreia do Sul e a Coreia do Norte? Poderão ou não ser atingidas as expectativas da comunidade internacional? Só o tempo dirá. Mas o que é certo é que Moon Jaein já marcou pontos com este diálogo, tanto a nível nacional como internacional. 

E numa altura de sanções à Coreia do Norte por parte das Nações Unidas, Kim Jong-un recebe aqui uma pequena bênção com a oportunidade de enviar uma delegação para os Jogos Olímpicos. Passam calorosos ventos pelos frígidos Jogos Olímpicos de Inverno, fazendo com que o ano de 2018 comece numa nota positiva. 

DAVID Chan 

Artigos relacionados

 
 

China e Vaticano, da desconfiança à fé

Pequim e a Santa Sé estão de relações cortadas há 67 anos, mas o diálogo foi retomado, confirma o Cardeal John Tong, apesar da nomeação de bispos continuar a ser um obstáculo. Um académico de Hong Kong acredita que esta “poderá ser uma boa altura” para um avanço nas conversações. “O degelo das relações entre

A (in) segurança da lei

A lei de cibersegurança, em consulta pública, pode pÔr em causa princípios da Lei Básica. Especialistas de diferentes áreas deixam o alerta para o perigo da Polícia Judiciária estar entre as entidades supervisoras. Parece um assunto distante e técnico, mas lidamos com a cibersegurança todos os dias. A utilização de meio eletrónicos como o acesso

Caso Sulu Sou continua a agitar justiça e assembleia

O advogado Ho Kam Meng escusou-se a fazer muitos comentários sobre o processo que corre na justiça contra o deputado suspenso Sulu Sou. Para o causídico, o caso evidencia alguns problemas no sistema, designadamente falta de clareza na legislação relativa aos deputados, os quais merecem a atenção da sociedade.  O julgamento do deputado pró-democracia Sulu

Luta contra a sida: tabu esconde principal exterminadora de adultos em idade ativa

Se Moçambique não conseguir controlar a epidemia de sida nos próximos quatro anos, corre o risco de o combate à doença se tornar financeiramente insuportável porque a população continua a crescer a um ritmo elevado, alerta especialista no país. A sida é a principal causa de morte entre os adultos em idade economicamente ativa em

Fim da linha para a Uber em Macau

A Uber parece ter chegado ao fim da linha em Macau, após a recusa do Governo em atribuir uma licença de táxis à empresa e os tribunais terem rejeitado um pedido de suspensão de quase mil multas, cujo valor total pode atingir mais de 23 milhões de patacas. A Direção para os Assuntos do Tráfego (DSAT)

Salas VIP: o perigo mora ali

O criminologista Liu Jianhong alerta para os perigos das salas VIP dos casinos que ainda não são considerados crime. O académico, que ganhou o equivalente ao Nobel na área da criminologia, defende que é urgente estudar a relação entre os espaços e a criminalidade em Macau. O Governo tem de fazer mais, como investir na investigação,